valorização etanol

Valorização do etanol no Brasil: tudo o que você precisa saber!

Como sabemos, a cana tem utilidades que vão muito além do açúcar. O álcool etílico é um dos produtos derivados dos canaviais. Recentemente, percebemos uma grande valorização do etanol em virtude das grandes vantagens que ele fornece.

Neste artigo, vamos discutir sobre os motivos por trás dessa valorização, qual sua situação no mercado brasileiro atual e o papel da ADAMA nesse cenário.

O etanol

O etanol é um biocombustível produzido a partir da fermentação de açúcares, com destaque à cana-de-açúcar, que apresenta uma produtividade mais expressiva. O microrganismo que atua nesse processo é o Saccharomyces cerevisiae.

Produção do etanol

O processo de fermentação do açúcar da cana para produção do etanol pode ser dividido em três etapas:

  • extração e disponibilização dos açúcares;
  • fermentação do mosto;
  • destilação da substância fermentada, que chamamos de vinho.

Na prática, a cana-de-açúcar sai da lavoura e vai para as usinas. Em uma esteira, é lavada, para que não restem impurezas, e, então, direcionada para moagem.

Após a moagem, obtêm-se o melado (caldo) e o bagaço (a parte sólida). O bagaço pode ser utilizado para gerar bioeletricidade, abastecendo a própria usina em um processo bastante sustentável.

O caldo vai para decantação, a fim de ser clarificado, formando o mosto, que é fermentado com a ação de leveduras. Esse líquido (o vinho) é levado para colunas de destilação, onde pode ser separado do etanol.

Tipos de etanol

Há dois tipos de etanol: o anidro e o hidratado, que se diferem pela concentração de água na composição. Ao passo que o hidratado apresenta 5% de água, o anidro contém apenas 0,5%. Assim, este último é praticamente puro (o significado do termo “anidro”, de origem grega, é “sem água”).

O etanol hidratado resulta da decantação e é utilizado para o abastecimento de automóveis — aquele vendido em postos de combustíveis. Já o anidro, também conhecido como álcool absoluto, precisa passar por um processo adicional para a retirada da água, tem um preço mais elevado, e suas aplicações são mais específicas, como na indústria farmacêutica e cosmética ou, mesmo, no preparo de combustíveis.

O etanol é incolor e altamente inflamável. Trata-se de um produto renovável, uma vez que pode ser produzido de plantas que são cultivadas. Na verdade, essa é apenas uma das muitas vantagens do produto.

As vantagens do investimento na produção de cana-de-açúcar

Um dos grandes ganhos do etanol está na sua sustentabilidade. Como esse é um combustível produzido por meio de plantas, é renovável e não se esgota. Essa é uma grande vantagem do ponto de vista ambiental.

Ainda, quando comparado a combustíveis fósseis, o etanol polui muito menos o meio ambiente, uma vez que gera menos gases nocivos tanto na combustão quanto nos processos de fabricação. Afinal, graças à fotossíntese, o CO² do ar é absorvido, liberando oxigênio para a atmosfera.

Além disso, do ponto de vista econômico, o etanol gera empregos em todas as etapas da produção, desde o campo até a cidade. Outro ponto é que sua composição contribui para manter o motor do automóvel limpo durante um tempo mais prolongado, reduzindo custos com manutenção.

Ainda em relação à mecânica do motor, sabe-se que o álcool gera mais potência ao veículo. Isso ocorre porque o etanol atinge uma taxa de compressão mais elevada, aumentando sua força em 30%.

Assim, tanto na produção, quanto nos processos de manutenção, o etanol sai mais barato para o motorista e para o meio ambiente, e sua produção é muito mais simplificada que a dos combustíveis fósseis, que não são renováveis.

Em virtude das grandes vantagens do etanol para o meio ambiente e para a economia nacional, as plantações de cana receberam muitos incentivos. 

Por exemplo, em 1975, o governo federal lançou o Programa Nacional do Álcool (Próalcool) para promover as lavouras de cana-de-açúcar no Brasil. Essa é a espécie vegetal responsável pelo sucesso na produção do etanol no país.

Pelos motivos que apontamos acima, é fácil concluir que o etanol é uma das melhores opções de combustível no mundo. Por isso, investir em sua produção tende a ser muito vantajoso. Ainda, o etanol tem sido cada vez mais valorizado, como falaremos a seguir.

A valorização do etanol

Na safra 2019/2020, o Brasil alcançou sua maior produção da história: foram 35,6 bilhões de litros produzidos. Esse número representou um aumento de 7,5% em relação à safra anterior.

Apesar dessa produção, o mercado consumidor sofreu uma grande queda ao longo do ano. A quarentena, medida preventiva motivada pela pandemia do coronavírus, fez com que as pessoas saíssem menos de casa. Segundo algumas previsões de especialistas ainda em 2020, a redução no consumo poderia chegar a 16%.

A verdade é que, em um cenário econômico, político e social nunca visto, ficava difícil prever com exatidão o comportamento dos diferentes setores econômicos e do consumidor brasileiro, bem como as reações das usinas.

Apesar disso, o ano de 2021 iniciou com um quadro bem positivo para o etanol, e os preços do biocombustível também têm se tornado cada vez mais atraentes. 

Como sabemos, o valor do etanol passa a ser vantajoso quando ele é igual ou menor a 70% do preço da gasolina. Com um aumento maior da gasolina (0,7% contra 0,28% do etanol), o valor médio do álcool ficou em 69,7% do preço do combustível fóssil. Esse novo cenário torna o etanol cada vez mais competitivo e vantajoso para os produtores.

A Campanha da ADAMA

A ADAMA é uma empresa que apoia e valoriza o etanol. Como demonstração desse comprometimento, em 19 de dezembro de 2020, lançamos a campanha #BomDeCana, em contribuição ao setor canavieiro no país.

A ideia é utilizar as mídias digitais para incentivar o consumo de etanol produzido a partir da cana-de-açúcar, ressaltando os atributos positivos desse biocombustível. A ADAMA reforça as vantagens tanto para o desempenho e a mecânica dos automóveis, quanto para a economia. 

Como o etanol é um produto oriundo da agropecuária brasileira, a companhia tem buscado engajar influenciadores da área para fomentar seu consumo, buscando impulsionar a economia nacional.

#BomDeCana é a segunda campanha da ADAMA direcionada para o setor sucroenergético somente neste último ano e veio em um período bastante apropriado. Ações como essa expressam nosso forte desejo de fazer crescer nossa participação neste mercado que é tão expressivo e relevante para a economia nacional e a preservação do meio ambiente.

Já conseguimos perceber uma vantagem competitiva para o setor, com uma relevante valorização do etanol. Esse é um importante produto para a economia nacional e representa uma fonte muito significativa de energia renovável para movimentar o país.

Quer entender mais sobre o mercado de cana-de-açúcar? Então, entenda como a pandemia afetou o setor canavieiro!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.